Banners

terça-feira, 20 de maio de 2014

Dica da Quanta - A Luz se Apaga para Gordon Willis

Mais um dos grandes mestres do cinema morreu, o diretor de fotografia e cineasta Gordon Willis, se destacou por ser um dos maiores responsáveis pelo estilo de luz e sombra nos anos 1970.
Gordon foi responsável pela cinematografia e iluminação de clássicos, como a trilogia do Poderoso Chefão e diversos filmes de Woody Allen.  Mas seu maior legado é mostrar que fotografia e iluminação fazem a diferença. Seu jogo com luz e sombra lhe renderam o apelido “Prince das trevas”.
Admirado em toda a indústria do cinema, o diretor Francis Ford Coppola o elevou a o nível de gênio: “Ele possui um senso natural de estrutura e beleza”, afirmou o diretor a revista Variety em 1997. Este senso ou instinto pode ser visto em diversos momentos dos filmes dos quais participou.
Mesmo não sendo o assunto mais popular quando se trata de cinema, (afinal poucos ficam acordados durante toda a cerimônia dos Oscars para ver o vencedor de melhor fotografia), Gordon não ligava para isso, ele entendia que usar a luz é algo que pode mudar todo o sentindo de uma cena, como ele mesmo explicava quando questionado sobre passagens polêmicas em seus filmes, como apagar os olhos de Marlon Brando no primeiro Poderoso Chefão: “Houve um momento que não queríamos que o público visse o que acontecia, a corrupção da família e aí, subitamente, você permite que eles olhem na alma dele (Brandon) por um momento”.
Outro grande exemplo foi seu trabalho em “Manhattan” de Woody Allen, o filme em preto e branco não teria sido o mesmo sem a contribuição do diretor: “Todas essas localizações e todas as músicas não teriam tanto impacto se não fosse pelo efeito preto e branco e planos abertos de Willis”, explicou o crítico Roger Ebert.
No ano passado Gordon dividiu dicas valiosas do seu uso de luz e sombra com o canal do youtube Craft Truck a entrevista resume cinco grandes diretrizes que o artista usava e vale muito a pena dar uma olhada. O Sr. Willis se foi aos 82 anos, com um Oscar pelo conjunto da obra (2010) mas deixou um legado que todo o bom artistas deve conhecer.

Veja uma parte do documentário Craft Truck sobre o trabalho de Willis.





A Luz se Apaga para Gordon Willis

A Luz se Apaga

 Gordon Willis

 Luz se Apaga para Gordon Willis

Dica da Quanta - A Luz se Apaga para Gordon Willis

Dica da Quanta  A Luz se Apaga para Gordon Willis


Nenhum comentário:

Postar um comentário