Banners

quinta-feira, 15 de junho de 2000

Bem vindo ao Dilema # 02 - 15/06/2011

OS GRANDES CONFRONTOS NUNCA CONFRONTADOS DO DESENHO!

Round 1: Realista vs. Estilizado

Os lutadores:
REALISTA: adj m+f – 1. Que considera a realidade; 2. Que representa a realidade.

ESTILIZAR: adj m – 1. Dar estilo a; 2. Simplificar uma figura dando-lhe aspecto decorativo, reduzir as linhas gerais.

Desde que o ser humano manchou com lama a parede da caverna pela primeira vez, surgiu a vontade de reproduzir a realidade da maneira mais fidedigna possível.

Com o tempo, essa ideia foi crescendo na mente dos artistas que viram nela um “santo graal” e partiram em sua busca. E foi nessa que o público leigo, os admiradores de arte e até mesmo alguns artistas começaram a definir que a qualidade de uma obra é medida pelo seu “grau” de realismo. Quanto mais parecido com uma pessoa de verdade, quanto mais “certinha” a perspectiva, quanto mais fios de cabelos e pelos desenhados um por um, melhor.

Num mundo sem a fotografia, todo esse furor em cima do naturalismo – nome dado às obras “mais realistas possíveis” – é até compreensivo, mas havia quem buscasse por outras coisas...
Quase em paralelo a todo esse processo, havia artistas que buscavam mais do que realismo: buscavam expressão e simbologia. Para isso eles se desprenderam da realidade e buscaram por novas formas de representação. Eis que surgiam os primeiros conceitos de estilização.

Havia também aí a aplicação e a interpretação de cada artista sobre o desenho, formando o estilo individual. Isso ampliou as possibilidades, trouxe novos conceitos e novas percepções.

Dos trabalhos cubistas de Picasso ao mangá do Naruto, são todas formas de estilização.
Foi assim que o mundo da arte se dividiu, mas o público não. Continuou relacionando realismo à qualidade. Até mesmo alguns artistas ainda se mantém presos à esta ideia retrógrada, o que alimenta todo o preconceito, mas foi quando o público se transformou em cliente é que a coisa realmente ficou complicada.

Uma coisa é gosto e senso estético pessoal, outra coisa é qualidade e aplicação prática. Não é porque um desenho é estilizado que ele é ruim. E vice-versa.
Pode até parecer óbvia esta minha última afirmação, mas não é bem assim para maioria das pessoas. Elas não conseguem ver toda a complexidade que está por trás de um bom desenho cartum, por exemplo.

Quando você trabalha com arte – tanto produzindo, quanto utilizando – é muito ruim misturar gosto com qualidade. É preciso analisar de maneira imparcial os objetivos de um desenho, sua utilização e aplicações práticas, seus conceitos técnicos e, à partir disso, definir sua real qualificação.
A questão é que uma arte, seja em qual estilo for, tem seu foco e sua finalidade e ela não funcionará fora de seu contexto. Tanto o realismo quanto a estilização são igualmente funcionais quando usadas de maneira adequada.

Enfim, nenhum é melhor do que o outro: nem realismo, nem estilização. Ambos são igualmente bons quando produzidos e usados de maneira adequada.

FIM DO COMBATE.
RESULTADO: Empate.

14 comentários:

  1. Tai...
    Sabias palavras de um profissional qualificado....
    Concordo, não descordo e te amo....

    ResponderExcluir
  2. Anônimo8:51 AM

    PUTZ! QUE CARA IMBECIL! VAI QUERER ME DISER QUE DESENHAR A TURMA DA MONICA NÃO É MAIS FACIL QUE FAZER UM RETRATO? CLARO QUE É BEM MAIS FACIL!
    EU APOSTO QUE O ALEX ROS CONSEGUE FAZER A TURMA DA MONICA MAS O MAURÍCIO DE SOUZA NÃO FAZ O SUPERMAM COMO O DO ROS.
    RIDICULO...

    ResponderExcluir
  3. Bianca9:11 PM

    Um ponto bem argumentando esse, e realmente merece um empate... acho que meus conceitos quanto a realismo = qualidade mudaram bastante.
    E quanto ao Sr. Anônimo ai em cima, o que facilidade tem haver com o assunto em questão? Tanto Maurício de Souza quanto Alex Ross desenham a realidade estilizada, ambos tem a mesma base porém seguem traços diferentes. A questão não é ser fácil ou não, é como cada profissional trabalha a realidade e a molda de acordo com seu ponto de vista, ou em outros casos a situação em que reside. Tanto M.S. quanto A.R. saberiam reproduzir a arte um do outro, isso não quer dizer que eles teriam que reproduzir o estilo também. No final das contas creio que você leu o artigo e não entendeu nada.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo7:54 AM

    BIANCA, QUALQUER UM FAZ A TURMA DA MONICA. É UM DESENHO TOZCO, RUIM. AGORA QUERO VER CE DESENHAR QUEM NEM O ROS... DU-VI-DO!

    ResponderExcluir
  5. Mauricio de Souza não sabe fazer arte no estilo realista???

    Procura pelo livro Histórias em Quadrões, no qual ele reproduz obras famosas da história da arte e insere seus personagens:

    http://www.google.com.br/search?um=1&hl=pt-BR&biw=1024&bih=624&tbm=isch&sa=1&q=hist%C3%B3ria+em+quadr%C3%B5es&oq=hist%C3%B3ria+em+quadr%C3%B5es&aq=f&aqi=g10&aql=&gs_sm=e&gs_upl=5864l16585l0l16731l59l39l6l6l8l0l435l4188l2-6.5.2l14

    ResponderExcluir
  6. O lance não é só desenhar queridão, é ter cabeça pra pensar antes disso. Não duvido que muita gente consiga hoje em dia desenhar alguma obra do Picasso, mas achar alguém tão vanguardista como ele foi, aí sim é complicado. Mesma coisa pro Maurício de Souza.

    ResponderExcluir
  7. Bianca9:13 PM

    Mas ai que está a questão, qualquer um desenha os personagens da Turma da Mônica e qualquer um também pode desenhar o Superman, agora desenhar igual aos desenhistas por trás dos quadrinhos que é o problema. Não é tosco, você acha ruim porque não gosta, garanto que se você tentar desenhar a Turma da Mônica sem copiar ou até mesmo usar outro desenho como referência, vai demorar um bom tempo até você conseguir fazer algo QUASE parecido. Obviamente levará menos tempo que os desenhos feitos pelo Alex Ross pois é um desenho com traços mais simples, menos realistas e voltado para o público infantil; você está querendo comparar por exemplo um Pinheiro com uma Seringueira... ambos são árvores providas do mesmo material e ao mesmo tempo tem qualidades completamente diferentes! Não é impossível desenhar através dos traços do Alex Ross. Apenas vai demorar mais tempo para se aprender devido a quantidade de detalhes. E do mesmo jeito que não vai ser tão fácil desenhar algum personagem da Turma da Mônica, afinal, só porque é mais simples não quer dizer que seja fácil.

    ResponderExcluir
  8. concordo, tinha mto esse pensamento qdo comecei a desenhar...forçava a barra pra fazer desenhos o mais possivel da realidade, e ano colocava no papel o que eu enxergava como sentimento, quer dizer, o que aquela fotografia, aliada a tal ideia que tive poderia me representar, representar a quem iria ver..o bojetivo éra só reproduzir o que via ou colocar uma opnião? acho muito mais valida as vezes a ideia do que a qualidade proriamente dita do traço!

    ResponderExcluir
  9. Anônimo6:55 AM

    HISTÓRIAS EM QUADRÕES? BLARGH!
    E DESDE QUANDO ISSO É REALISTA? CÊ CONHECE ALGUEM COM UM CABEÇÃO DAQUELE TAMANHO MURILO? AQUILO É SÓ TRABALHO DE PHOTOXÓPI.
    JÁ VI QUE CEIS SÃO TUDO UNS PAGA-PAU DESSAS PESSOA QUE NÃO SABEM DESENHAR.

    ResponderExcluir
  10. Adonis Pantazopoulos1:53 PM

    hahaa, agora eu me mato hein anônimo.

    ResponderExcluir
  11. Bianca10:32 AM

    E eu já vi que ainda posso manter meu comentário de que você leu o artigo e não entendeu nada. E pelo jeito você acha também que PHOTOSHOP faz milagre agora. E no mínimo só conhece sobre os quadrinhos americanos, acha que só aquele tipo de traço é desenho de verdade, ou seja, sua cultura em relação ao desenho em geral é extremamente... nula. Saber apreciar todo tipo de arte em geral é essencial para adquirir conhecimento e assim se tornar um desenhista/ilustrador/designer melhor. Mais uma vez, não tem nada a ver com o quão realista o trabalho é e sim o modo como o artista representa a realidade.

    ResponderExcluir
  12. Anônimo12:14 PM

    VOCE É QUE NUM ENTENDEU NADA BIANCA. FICA PAGANDO PAU AÍ PRE NEGUINHO QUE NEM SABE O QUE É DESENHAR.
    NULA É A CAPACIDADE DAS PESSOA AQUI DE VER O QUE É BOM MESMO!

    ResponderExcluir
  13. Polêmicas à parte, obrigado a todos pelos comentários.
    E Sr. Anônimo, identifique-se e podemos conversar.

    ResponderExcluir