Banners

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Curso de Pintura e Ilustração da Quanta Academia de Artes.

Sobre como a Quanta pensa seu Curso de Pintura.

Olá, meu nome é Davi Calil e eu sou professor do Curso de Pintura e Ilustração da Quanta Academia de Artes. Este texto tem a intenção de explicar um pouco melhor, para quem acessa o nosso blog, qual a visão da escola a respeito de suas responsabilidades como uma instituição que visa ensinar aos alunos as técnicas básicas de pintura enquanto descobrem uma forma “autêntica” de expressar suas idéias.

Vale lembrar aos interessados em nosso Curso de Pintura, que para ingressarem neste curso todos devem atestar seu conhecimento básico nos fundamentos de desenho, através de uma avaliação simples de pasta, ou então já terem concluído o curso regular de Desenho da Quanta, que tem como base a ESTRUTURA e a COMPOSIÇÂO.

Nós temos duas preocupações básicas para os alunos que procuram nosso curso de Pintura: TÉCNICA e CRIATIVIDADE.

TÉCNICA – O mínimo de técnica é essencial, e adquiri-la toma um bom tempo da formação do aluno, pois esse “mínimo” não é pouco. A velocidade com que um aluno assimila o conhecimento técnico passado em nosso Curso de Pintura é muito variada e vai de acordo com o perfil artístico e do tempo de prática de cada um. Acreditamos que somente com uma produção contínua e consistente é que o aluno irá atingir um nível minimamente satisfatório para que suas idéias possam ser percebidas com clareza pelo público que deseja atingir. Dou aula de pintura ha cinco anos na Quanta e nunca vi o contrário acontecer. Alguns alunos percebem rapidamente e outros mais lentamente, mas só os que praticam bastante é que obtém resultados satisfatórios.

CRIATIVIDADE – Se a técnica é essencial a criatividade é vital. Diferente da técnica, que o aluno compreende “racionalmente”, pois o conhecimento técnico faz um sentido lógico, a criatividade é algo muito mais subjetivo, o que obriga o aluno a redobrar sua atenção se realmente deseja obter algum resultado.

A função do desenho é comunicar, a pintura que vai sobre esse desenho servirá para enfatizar sua mensagem. Se o que eu acabei de afirmar for verdade, e eu acredito que seja, nós precisamos “prender” a atenção do nosso público por tempo suficiente para que a mensagem seja captada. Para obter sucesso nessa empreitada o artista deve encontrar uma forma de surpreender a pessoa que está diante de seu trabalho. É para “encontrar essa forma” de surpreender é que o aluno precisa desenvolver sua criatividade.

Às vezes me parece injusto pedir para o aluno que seja mais criativo em suas composições, como se a técnica fosse algo que pudesse ser aprimorada, mas a forma com que o aluno cria seus trabalhos não. Pois não é! Pela minha própria experiência aprendi que as composições e os desenhos que produzo podem ter um aspecto mais criativo quando eu me esforço para inovar (geralmente fazendo inúmeros esboços), só que isso dá mais trabalho, e é nesse ponto que muitos alunos acabam desistindo.

Desenhar e pintar é trabalhoso e muitos dos alunos começam a trabalhar seus volumes, cores e detalhes antes de planejar bem a cena e a idéia que está por trás de sua composição. É comum ver os alunos que acabam de entrar no nosso Curso de Pintura tratar a idéia e a composição da cena como se fosse algo secundário acreditando que colocar detalhes, sombras projetadas e volumes para todos os lados irá fazer com que seu desenho funcione. O que nós fazemos na Quanta é mostrar que o caminho não é bem esse e que antes do aluno mergulhar em horas de trabalho detalhando seus desenhos e misturando suas cores ele deve fazer muitos esboços e definir a idéia que quer passar em sua composição.

Todos podem aprender a pintar e aqui, a gente se esforça para mostrar o melhor caminho para atender as necessidades de cada um dos alunos que nos procura com essa intenção. Confiem na gente e se esforcem que não vai ter erro.

Um comentário:

  1. Sérgio12:35 PM

    Olá Porf. Davi, já estudei arte publicitária e ilustração fazem uns 15 anos, atualmente venho entrando no ramo de tatuagens e sinto a necessidade de aprimorar técnicas de relevo, movimento, luz e sombra nos trabalhos que quero realizar, este curso de pintura seria indicado neste caso?

    ResponderExcluir