Banners

domingo, 6 de fevereiro de 2000

Groselha Destilada


Sempre desenhei. Sempre rabisquei. Quando criança, passava o dia desenhando e ouvindo rádio. Ouvia músicas e programas só com locutores, o que era bem estranho pra uma criança. Quando questionado sobre o que ser quando adulto, eu pensava em ser músico, radialista ou desenhista. Teve uma época que pensei em ser mecânico de automóveis também. Li um livro inteiro de 600 páginas sobre o funcionamento do motor do fusca. Achei muito complicado e voltei minha atenção para o rádio, música e desenhos novamente. Na mecânica eu gostava mesmo é de trabalhar o dia inteiro sujo de graxa e ter cartazes de mulheres peladas na parede do escritório. Isso fazia sentido.

Aprendi música em casa com 5 anos. Meu pai e minha mãe tocavam na igreja. Logo eu iniciei minha carreira de músico evangélico tocando clarinete aos domingos de manhã no culto para jovens. Descobri que dava pra seguir carreira como músico na banda marcial da cidade. Fui pedir ao meu pai e ele não deixou: o que você aprendeu para servir a Deus deve permanecer assim. Que seja feita a vontade de Deus. Amém.

Continuei desenhando. Arrumei um emprego numa banca de jornal. Tinha onze anos e passava o tempo todo lá na banca mesmo, o dono começou a me pagar pra ficar lá. Passava o dia desenhando, lendo e ouvindo rádio. Ali tive uma verdadeira aula de cultura pop. Aprendi muita coisa sobre rock´n´roll. Sandro, o proprietário, tinha uma banda. Eu sempre ia aos ensaios, nos raríssimos shows de quermesse. Era bom.

O desenho continuou. Desta vez com mais referências por causa da banca. Fui estudar desenho em São Paulo, numa tal de Fábrica de Quadrinho (atual Quanta), aos 13 anos. Foi lá que a coisa toda mudou. Conheci um monte de gente, um monte de artistas e uma infinidade de referências. Mas foram dois caras específicos que me ajudaram a enxergar o desenho como uma forma de expressão. Um deles é o Al Hirschfeld, já escrevi sobre ele nesse blog uma vez. Dá pra ler aqui http://tinyurl.com/6bnfgoh . Quem me apresentou o trabalho do Al foi o Thiago Cruz, meu parceiro de trabalhos e roubadas.

Essa ilustração: Tainan Rocha (www.tainanilustracao.com)

Porém, foi o trabalho de um outro cara que realmente fez meus olhos saltarem das órbitas e revirar meu estômago. RALPH STEADMAN. Aquele desenho torto, todo “errado”, todo esquisito, traços feios. Era tudo o que eu precisava ver. Aquilo mexeu comigo. Aqueles desenhos me perseguiram e perseguem até hoje quando vou dormir. Aquilo foi um divisor de águas. Vi que podia fazer aquele traço imperfeito que eu fazia. Não era errado. Eu podia borrar o papel, rasgar o papel com o bico de pena que até então eu achava que era pecado usar de forma que não fossem traços perfeitos, longilíneos, angelicais, iguais aos do Al Hirschfeld.

Steadman foi parceiro do jornalista americano Hunter Thompson em diversas matérias para revista Rolling Stones. O editor mandava o Thompson e, em vez de mandar um fotógrafo, mandava o Steadman. Fogo e pólvora junto. Steamand é inglês.
Foi a agressividade do trabalho do Steadman que me ajudou a transformar aqueles meus rabiscos em ilustrações e conseguir ganhar a vida com desenhos.

Steadman influenciou e continua influenciando muita gente. Por hoje é só, criança. Juízo!

PS: Escrevi esse texto ouvindo sem parar a gravação do Motorhead para a velha e boa músca Louie Louie de Richard Barry de 1957: http://www.youtube.com/watch?v=WDP7_h4wkgw

LINKS
Ralph
http://www.ralphsteadman.com/
http://www.youtube.com/watch?v=hWP7auH9LaE&feature=fvsr
http://www.youtube.com/watch?v=m9IQpMxm5rE&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=8l_j4Qc4UCk&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=VZQMPLJVjzo
http://www.youtube.com/watch?v=0qVeptlDxlY&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=A2PNh9GYLA0&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=FNJYIsoNyZs

Hunter Thompson
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hunter_S._Thompson
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=2195301
Documentarios sobre Thompson
http://arapongasrockmotor.blogspot.com/2009/06/buy-ticket-take-ride-hunter-s-thompson.html
http://arapongasrockmotor.blogspot.com/2009/05/gonzo-in-life-as-in-his-work-hunter-s.html

Um comentário:

  1. ...que você foi musico eu não sabia fessor! kkkk
    Legal, varias experiências na vida! Congrats!

    ResponderExcluir