Banners

terça-feira, 29 de junho de 2010

ZETZ! O NOVO ÀLBUM DO QUANTA ESTÚDIO EM BREVE NAS LIVRARIAS! – Parte 2

Neste segundo post, vamos apresentar os trabalhos de MARCELA GODOY e ARTUR FUJITA nos roteiros, e de CHRISTIANO BORGES, AMILCAR PINNA e DAVI CALIL na arte!

Sempre gostei muito da maneira como a Marcela e o Fujita escrevem, como eles organizam as idéias e também como trabalham os textos. É fantástico ver os dois escrevendo uma história com personagens que criei, ver como eles pensam estes personagens, como cada um deles fala e reage à situações imaginadas por estes dois roteiristas. O Artur Fujita tem um estilo que me lembra algumas estruturas de roteiro ao estilo John Byrne ou algumas histórias que já li de Alan Davis. É uma estética próxima ao do quadrinho dos anos 80, que eu gosto muito. A maneira como ele distribui os quadros, a ação e as informações básicas, necessárias para a compreensão das idéias que ele está explorando são muito divertidas e funcionam com perfeição... Existe uma lógica de narrativa muito clara, objetiva e solta ao mesmo tempo. A Marcela Godoy, tem um estilo de construção que lembra literatura... A maneira como ela escaleta os acontecimentos da história me lembram sub-capítulos de um livro. Ela cria módulos de história, como se cada ponto, cada pontuação da história fosse estruturada em blocos, e muitas vezes esses blocos são divididos em dois, três... cada um deles parece criar pequenas células de história que juntas constroem uma história maior. Acho incrível como ela organiza e desenvolve as idéias que quer trabalhar. Os dois fizeram um trabalho incrível com estes personagens e tenho um orgulho enorme de tê-los no álbum.

A arte de Christiano Borges é incrível! Os movimentos e planos que ele consegue deram um dinamismo impecável às histórias! O Chris tem esse desenho que tem um movimento fantástico, tanto nas posturas anatômicas quanto na maneira como compõe a cena e na perspectiva narrativa! É muito bacana ver os personagens desenhados por ele.

As cores nas histórias de Chris Borges são de Artur Fujita, que adequou perfeitamente a paleta de cor e o estilo de colorização ao traço e dinâmica do desenhista.

As artes de Amilcar Pinna e Davi Calil são também um trabalho à parte dentro do álbum... Amilcar, hoje desenhista da Marvel Comics, produziu essa história há muito tempo... O trabalho dele está completamente diferente, mas acho que seu estilo, nessa época, serviu muito bem às necessidades da própria história. Ele tem essa estética antiga, vintage, perfeita para história que ilustrou. Desde a maneira de construir os personagens até os enquadramentos e o design de página. Ficou perfeito. A cor do Davi, feita à mão, com aquarela, encaixou perfeitamente!

Agradeço demais a todos eles por terem topado participar desse projeto!

Confira as artes abaixo!




MARCELO CAMPOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário