Banners

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Bem vindo ao Dilema # 07 por RONALDO BARATA - 21/11/2011

Time is on my side

O tempo é implacável (que bonito isso, não acham?).

Por isso mesmo, não podemos bobear com ele. Já disse antes aqui nesta coluna que atrasos são um problema sério: queimam o seu filme como ilustrador, atrasam o processo todo de produção do material, complicam a vida de quem está depois de você na “fila”… só transtorno pra todo mundo.

E o pior é que parece que muitos desenhistas sofrem na hora de organizar seu tempo de trabalho. Mas a verdade é que é muito simples não se perder no tempo.

Discipline-se!
Este é o primeiro e mais importante passo. Sem uma certa dose de disciplina, tudo vai pro buraco.

Tenha em mente que você não pode fazer aquilo que quiser quando quiser. Se pensar assim, toda vez que alguma coisa der errado, quem se dá mal é você.

Portanto, se você, como a maioria dos ilustradores, trabalha em casa, o melhor mesmo é pensar como se estivesse em um escritório: defina o seu horário de começar a trabalhar e seu horário de terminar. Como, das 9 às 18hs, por exemplo.

Claro que vc pode flexibizar este horário, mas deve manter na mente que tem de cumprir com todas as suas obrigações do dia dentro deste espaço de tempo.

Metas em mente!
Tendo seu horário estabelecido, assim que o trabalho entrar, faça a velha matemática: Quantidade divida pelo Tempo. Faça uma estimativa de quanto tempo precisa para fazer todo o trabalho e divida pelo número de dias que tem. Isso te dará uma meta diária.

Exemplo: Se eu tenho 20 ilustrações e 5 dias pra fazer, posso definir minha meta diária de 4 ilustras - ou seja, a cada dia tenho de fazer 4 ilustrações.

Caso você, por algum motivo, não puder cumprir a meta em algum dos dias, compense no outro. Se num dia eu só conseguir fazer 3 ilustras ao invés de 4, no dia seguinte faço 5 e assim por diante.

Mas atenção: Pés no chão na hora de planejar as metas! Se vc não consegue fazer 4 ilustrações num dia, não se pleneje desta maneira.

Começou, termine!
Nada de paradas, nada de “ah, eu termino isso depois”… o melhor mesmo é pegar firme do começo ao fim.

Claro que nem sempre isso é possível. Dependendo do trabalho, é necessário mais de um dia para fazer. Mas é aqui que voltamos ao tópico anterior: cumpra a sua meta do dia.

Imprevistos acontecem. Prepare-se para eles!
A melhor coisa a fazer é sempre estar preparado para imprevistos.

Claro que, como o próprio nome diz, imprevistos são imprevisíveis. Computadores dão pau, pessoas ficam doentes, internet cai…
Pode acontecer de tudo, mas quando o desenhista se organiza pensando em fazer as coisas de maneira adiantada, fica com tempo livre pra resolver os problemas repentinos que possam surgir no meio do percurso.

Voltando ao exemplo anterior, se ao invés de fazer 4 ilustrações por dia eu planejar fazer 5, no final, ficarei com um dia de sobra. Isso irá garantir que eu tenha tempo de resolver qualquer problema que surgir no meio do processo – e se não der nada de errado, ganho um dia de folga pra fazer qualquer outra coisa.

Nunca deixe para amahã o que você pode fazer hoje!
Pode ser um grande clichê, mas funciona.

Protelar seus afazeres só leva a ter um acúmulo de coisas pra fazer num espaço de tempo muito mais curto.

Portanto, se sua meta é de 5 ilustrações para serem feitas entre às 9 e às 18hs, planejando um dia de folga no seu prazo total, não vá fazer 4 ilustrações e ganhar meia hora pra jogar video-game. Lembre-se que o tempo de sobra que você tem não é pra isso, é pra garantir que tudo dê certo em caso de emergência!

Depois do dever, vem a diversão!
Isso não quer dizer que você não possa jogar video-game ou realizar qualquer outra atividade de lazer. Claro que pode.

Se simplesmente definir seu horário de trabalho, suas metas diárias e conseguir cumpri-las, já lhe sobrará tempo para fazer o que quer que seja.

Mas se ainda assim não for o suficiente, você pode embutir seus dias de folga no prazo, na hora da negociação do trabalho. Como? Conte como “dias úteis”, de segunda à sexta-feira.

Mas é óbvio que, sendo você free-lancer, não necessariamente seus dias de folga tem que ser nos finais de semana.

Mantenha a ordem!
Organize o seu ambiente de trabalho e tente mantê-lo assim.

Separe seus materiais, equipamentos e tudo mais de maneira lógica, deixando as coisas que mais usa com acesso mais fácil e as coisas que menos precisa podem ser colocadas “no fundo do armário”.

E quando terminar de usar um material, coloque-o novamente em ordem, em seu devido lugar.

Isso poderá poupar muitos minutos evitando que fique procurando por um lápis desaparecido…

Otimize o trabalho!
Não perca tempo com métodos e técnicas de trabalho que não se encaixem no perfil do job.

Não vá achar que aquele acabamento todo elaborado que toma 6hs de trabalho initerruptos é uma boa ideia quando você tem que fazer 5 desenhos em um dia.

O melhor é fazer uma média plausível entre o tipo de acabamento e o tempo que você tem disponível.

- Mas e se o cliente quiser aquele acabamento que leva 6hs pra ser feito? - Pegunta o menino da cara cheia de espinhas na carteira da frente.

Ora, explique à ele que não é possível fazer este tipo de trabalho no tempo disponível. Ganhe mais tempo ou não faça.

Aproveite o ócio!
Todo ilustrador tem seus intervalos sem trabalho. Às vezes, sem nada mesmo pra fazer. Pois bem, use este tempo ocioso ao seu favor. Aproveite pra arrumar as coisas, fazer backup de seus arquivos, tocar seus projetos pessoais e ir atrás de novos clientes. Não encare estes períodos como férias de verão – lembre-se que seus momentos de lazer estão programados em outras ocasiões.

Discipline-se!
Não, isto não é um deja vu e nem um erro de digitação: Voltamos ao primeiro passo.

Se você não cumprir realmente cada um dos tópicos, não conseguirá otimizar o seu dia de trabalho e nada vai render mais do que deveria.

Quem consegue aproveitar mais o tempo, consegue pegar mais trabalho, ganhar mais e ainda tem tempo de viver a vida.

É isso.

3 comentários:

  1. Como sempre muito bom Barata.
    Você acha que ter uma caderno com as tarefas do dia anotadas ajuda na organização dos trabalhos????
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafael.

    O lance do caderno ou uma agenda pra organizar tudo pode ajudar sim. Isso depende mais de vc mesmo.

    Eu, particularmente, guardo tudo de cabeça mesmo.
    Já tentei uma agenda, mas acabo esquecendo de anotar nela e de checá-la. =P

    Abs!

    ResponderExcluir
  3. Belo e útil post. É isso aí,
    Abraço,

    ResponderExcluir