Banners

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Papo nérdico: Filmes da Marvel! Vingadores, Hulk, Homem-de-Ferro, Thor, Capitão América & CIA!

PARTE 1

Brad Pitt estava cotado para ser Thor em filme da Marvel Marvel escolheu Chris Hemsworth para ser Thor no filmeA notícia da contratação do desconhecido Chris Hemsworth para o papel título do filme Thor, trás algumas dúvidas em relação ao direcionamento sendo dado pela Marvel para os seus novos filmes.


Boatos diziam que o astro hollywoodiano Brad Pitt já estaria contratado para o papel de Thor desde o ano passado, e que os outros possíveis atores considerados para o papel eram apenas para esquentar o assunto na mídia, a produtora estaria preparando o terreno para o anuncio bombástico do Mr. Angelina Jolie como o deus nórdico.


os boatos situam Natalie Portman como Jane Foster em filme do Thor Cillian Murphy ia ser Loki em Filme do Thor, segundo boatosNos papéis de Jane Poter e Loki, estariam, Natalie Portman e Cillian Murphy (o Espantalho de Batman Begins). O único problema era escolher um ator à altura de interpretar Odin, pai de Thor que o envia para o planeta Terra a fim de ensinar-lhe uma lição.


segundo boatos, Matthew McConaughey estava escalado para o papel de Capitão AméricaOutro boato dizia que Matthew McConaughey já estaria contratado para opapel de Capitão America no filme The First Avenger: Captain America. Mas depois disso o próprio ator desmentiu estar na super produção e, ainda, não há outro ator que estaria escalado para interpretar o líder dos Vingadores.


Grandes astros liderarando os filmes da Marvel. Esta era a idéia.


Quando ouvi esses boatos dei crédito, e combinava com o direcionamento da Marvel em suas duas primeiras produções: Homem-de-Ferro trouxe Robert Downey Jr., Jeff Bridges, Gwyneth Paltrow, Samuel L. jackson e Terrence Howard.
Robert Downey Jr é Tony Stark no filme Homem de Ferro Jeff Bridges como Obadiah Stane, o Monge de Ferro Gwyneth Paltrow em Homem de Ferro, como a bela Peper Pots O Nick Fury versão Ultimates de Homem de Ferro é interpretado por Samuel 'Leroy' Jackson Terrence Howard como Jim Rhodes em Homem de Ferro

A sequencia do filme, Homem-de-Ferro 2, corre com os recém ingressos Don Cheadle, Mickey Rourke, Sam Rockwell e Scarlett Johansson.

Don Cheadle em Homem de Ferro 2 como Jim Rhodes/Máquina de Guerra Em Homem de Ferro 2 Mickey Rourke interpretará Chicote Negro Sam Rockwell estará em Homem de Ferro 2 Em Homem de Ferro 2 Sacerlet Johanson interpretará a Viúva Negra


Enquanto O Incrivel Hulk, dirigido por Louis Leterrier, veio com Edward Norton, Liv Tayler, Tim Roth e Willian Hurt.
Edward Norton como Bruce Banner no filme O Incrível Hulk, dirigido por Louis Leterrier Em O Incrível Hulk, de Louis Leterrier, Liv Tyler é a nova Betty Ross O Abominação é interpretado por Tim Roth William Hurt faz o General Ross, pai de Betty


O direcionamento de trazer grandes nomes no elenco parece ter ficado de lado. Pelo menos no caso da produção de Thor. No meio de tantos boatos e rumores o único fato concreto é que as pessoas e a mídia gostam de ver atores importantes interpretando personagens pop como este.
O que seria melhor para a mídia e para a Marvel: ter Brad Pitt, indicado ao Oscar e uma celebridade que se mantêm em cena a tanto tempo ou Chris Hemsworth, que está a tão pouco tempo em produções e nunca esteve em um papel principal em um filme, para protagonizar Thor? Nomes importantes como as estratégias, fórmula usada em Homem-de-Ferro e O Incrível Hulk, ajudaram muito estes filmes a se tornarem mais populares.


Outra parte da história está relacionada aos boatos de que o Thor usado nesta adaptação com Brad Pitt seria, basicamente, o criado na série de quadrinhos Ultimates (de Mark Millar e Bryan Hitch - Supremos no Brasil), com uma ou outra influência do personagem tradicional da Marvel, como a enfermeira Jane Poter, par romântico de Thor nos quadrinhos originais (que também aparece em Ultimates em uma versão um pouco diferente) e também o Dr. Donald Blake, alter-ego de Thor quando enviado à Terra (que não existe na versão Ultimate).

Esta junção entre o conceito Ultimate e o tradicional foi um recurso, também, usado pela Marvel nos blockbusters Homem-de-Ferro e O Incrível Hulk.

O alter ego de Thor, Donald BlakeMinha imaginação começou a trabalhar e tentei prever como os roteiristas deveriam estar construindo o primeiro tratamento do roteiro de Thor na hipótese de ser interpretado por Brad Pitt: Aos 12 anos, Donald Blake descobre que é “deus feito homem”... a encarnação de Thor, o deus nórdico do trovão, enviando por Odin, para purificar a terra – como dito no material Ultimates.
Ele se torna médico e aos 30 anos, depois de um colapso nervoso, é internado em um hospício. Thor tem seu primeiro contato com o pai e sai do hospício ao receber seus poderes. Na minha versão tanto Blake quanto Thor seriam interpretados por Brad Pitt, e não teríamos a bengala (usada nos quadrinho original por Donald Blake) que ao ser batida no chão se transformaria em Mjolnir – o Martelo de Thor. Mas enquanto não recebe seus poderes, Blake poderia mancar de uma perna, não poderia?

O filme começaria mostrando este passado usando recursos de flash back, e já iniciaria com Thor como uma personalidade mundial, considerado louco por alguns, mas seguido como um messias por outros. De qualquer maneira, ninguém conseguia explicar de onde vinham todos seus poderes.


Thor na versão UltimatesO Thor de Jack Kirby, um clássico O interessante no filme seria mostrá-lo como um louco potencial, que acredita ser um deus, “ganha fortunas com turnês de palestras e livros de alto ajuda” como em Ultimates, um homem que doa todo seu dinheiro a obras de todo tipo, vive entre seus fiéis, conversando com seres mitológicos que apenas ele vê, que já foi internado em um hospício e fala mal de corporações, estruturas de governo e do modo consumista de levar a vida em nosso mundo moderno. Acho que este tipo de personagem cairia como uma luva para Brad Pitt, é só lembrarmos dele como o Jeffrey Goines de Os Doze Macacos, ou Tyler Durden de Clube da Luta.

Este Thor me parece bem mais relevante e interessante que o tradicional, além de estar melhor integrado aos filmes da Marvel em termos de contextualização. Mas, os fãs do personagem não acham. A maioria quer Thor ao estilo Senhor dos Anéis, e isso é compreensivel, afinal esta é mais ou menos a linha seguida nos quadrinhos tradicionais e, assim o filme seria mais fiel ao personagem e seus fãs. Além disso, muitos defendem que é justamente esta diferenciação em termos de conceito, em comparação a outros personagens da Marvel que torna o personagem interessante; um guerreiro viking que fala estranho no meio de todos estes outros personagens mortais.


O reino mitológico de Asgard, lar de ThorNo filme de Brad Pitt, Asgard não apareceria, e se aparecesse, seria mostrada com um tratamento fotografico e direção de arte diferentes, como algo não real. Sugerindo sonho, algo mágico próximo de como Asgard é mostrada no filme Erik – O Viking (de Terry Jones – ex-Monty Python.). Este efeito de sonho, trabalharia novamente no publico a dúvida sobre a sanidade do personagem. Acho este conceito bem mais interessante do que mostrar Asgard como algo real, na minha opinião o que permanece misterioso é sempre mais bacana... e isso liga mais o personagem ao fato de ele ser o novo messias. Nunca vimos o céu, ou Deus, nos filmes que mostram a história de Jesus, e isso sempre teve um efeito de elevar os conceitos de divindade e sagrado a outros patamares e não banalizaria toda esta idéia.


Acho que ter mostrado os vinkings e a origem divina de Thor no segundo volume de Ultimates, destruiu certos conceitos que Mark Millar vinha trabalhando tão bem até então. Prefiro a brincadeira de nunca sabermos se ele é ou não o filho de Odin, seus fiéis são movidos pela mais pura fé.


PARTE 2

Na minha opinião, a escolha de Brad Pitt para o papel trabalha com certos aspectos psicológicos relacionados à recepção do personagem pelo público que assistirá ao filme. Thor é uma celebridade... tão conhecida, influente e poderosa como o Tony Stark de Homem-de-Ferro, interpretado por Robert Downey Jr. Todos sabemos que o sucesso de Homem-de-Ferro é, em grande parte, creditado ao trabalho deste ator. E não só isso, ele encarna bem o conceito de Tony Stark, como um bilionário playboy, genial e inconsequente, cá entre nós, papel feito na medida para Robert Downey Jr. Já que é visto
assim. Quem melhor para encarnar Tony Stark que alguém como Tony Stark, alguém que já passou por todas as coisas que Downey Jr. já fez sem interpretar nenhum personagem? Foi isso o que se ouviu quando Robert Downey Jr. foi confirmado no papel. A idéia era fazer exatemente isso com Pitt no papel de Thor. O ator consagrado como uma divindade Hollywoodiana daria credibilidade ao papel de Thor, uma divindade nórdica e dispensaria certas apresentações.


O que estão falando por aí, é que Kenneth Branagh, o diretor escolhido para este filme, quer dar outro tratamento ao roteiro. Ainda não se sabe exatamente como será isso, alguns dizem que partes do roteiro original, baseado no Thor da versão Ultimate, ainda serão usadas, mas não se sabe quais seriam. Outros dizem que o filme se passará basicamente em Asgard, como uma versão de Senhor dos Anéis, terminando com Thor sendo “jogado” na Terra para aprender humildade (já que em Asgard era orgulhoso e prepotente demais – como na série original).


Não gosto da idéia de fazer Thor como uma espécie de ligação entre super-heróis e Senhor dos Anéis, e conhecendo a fama de Branagh e sua veia excessivamente dramática mostrada em suas versões de Hamlet e Frankeinstein, é esse lado meio emo e meio Enya que ele deverá explorar no personagem. Além disso, o que também dá um pouco de medo é o orçamento do filme, que não será suficiente para bancar um visual como este... pelo menos de uma maneira boa o suficiente quando as comparações de efeitos especiais entre Thor e Senhor dos Anéis começarem a rolar.


Este baixo orçamento explicaria também a escolha por um ator de menor salário, com o dinheiro sendo direcionado para os efeitos especiais ao invés de para o bolso de Brad Pitt.


Capitão América congelado no ÁrticoOutro caso é o de que o roteiro de First Avenger: Captain America estaria centrado quase que inteiramente nos período da 2ª Guerra Mundial, indo até o herói ficando congelado no Ártico. Provavelmente, os produtores dos filmes da Marvel gostariam de descongelar o Capitão América nas primeiras sequências do filme Os Vingadores.


Então, teríamos Thor quase todo passado em Asgard e First Avenger: Captain America quase todo passado na 2ª Guerra Mundial.


Se estes problemas de adaptação de roteiro, escolha de elenco, diretor, não fosse o suficiente, ainda nem começamos a falar de orçamento!


Pensando em como a Marvel está direcionando seus projetos, de onde sairia dinheiro para bancar pelo menos esta lista de atores: Robert Downey Jr., Edward Norton, Willian Hurt, Brad Pitt, Matthew Mcnaughey, Samuel L. Jackson, Scarlett Johansson... e as possíveis participações de: Gwyneth Paltrow, Liv Tayler, Natalie Portman, Don Cheadle e Cillian Murphy (no primeiro tratamento do filme, Loki seria o vilão principal) no filme Os Vingadores?


A resposta seria que a Marvel teria ficado esperta pelo menos com seus elencos, e estaria fazendo contratos especiais com estes astros... estabelecendo uma espécie de sociedade com todos eles. Que tipo de contrato seria esse, ninguém sabe, já que dividir os lucros com todo esse pessoal já levaria uma grana impensável.


É claro que este contrato deve estar vinculado não só à bilheteria, mas também a lucros e acordos com empresas de action figures (que vão usar a imagem dos atores), vídeo game, outros produtos associados como camisetas, bonés, contratos com cadeias de lanchonete, venda de DVDs, Blue Rays, venda para permissão de exibição em canais abertos e fechados de TV e por aí vai. A fonte de lucro de um projeto desses é ilimitada nos dias de hoje.


Nesse tipo de filme os produtores não podem se preocupar apenas com a folha de pagamento dos grandes astros, boa parte deste orçamento deve ser direcionada para a finalização em efeitos especiais... criar uma Asgard convincente não é muito barato e tão pouco simples. Não uma que esteja à altura das expectativas dos fãs.


Pelos boatos, a primeira parte do filme Os Vingadores mostraria a captura do Hulk pelos personagens de Samuel L. Jackson, Willian Hurt e os super-heróis Homem-de-Ferro, Thor, Capitão América, Viúva Negra e mais dois outros personagens, entre as opções estão Gavião Arqueiro, Vespa e Gigante. Acho que será difícil uma participação dos personagens Feiticeira Escarlate e Mercúrio já que o conceito “mutante” está seguro pela Fox que tem muitos outros planos para as X-franquias. O roteiro mostraria uma batalha entre Thor e Hulk que já levaria boa parte deste orçamento.


De qualquer maneira, a Marvel parece confiante demais. Samuel L. Jackson provavelmente assinou um dos contratos mais “nonsense” que a indústria do cinema já viu... nove filmes! O que a Marvel pretende fazer é algo realmente inédito no cinema: A criação de um universo... de uma cronologia envolvendo cross-overs que realmente não foi vista no cinema. E é justamente este ponto histórico o que estaria atraindo todos estes astros, produtores e diretores.


PARTE 3

Se realmente os novos boatos forem certeiros, acho os direcionamentos dos filmes Capitão América e Thor um pouco arriscados. Não sei que tipo de público estará interessado em ver um Senhor dos Anéis misturado a super-herói, dirigido por um cara Shakespeariano demais... ou um filme de guerra misturado a super-heróis todo, praticamente, passado no passado. Não sei também como será feita a adequação de um personagem como Thor a caras como Tony Stark,


Bruce Banner, ou mesmo à tecnologia da S.H.I.E.L.D... É claro que o fato de termos personagens tão diferentes pode ser justamente o trunfo desse projeto, mas acho muito complicado equalizar tudo isso... é uma chance em um milhão. Lembre-se que estes filmes não direcionados apenas para fan-boys de quadrinhos. A chave está justamente nos filmes que estão vindo agora. O terreno tem que ser muito bem preparado para a chegada de Os Vingadores, que via ser o desfecho de todos estes projetos.


Acho que Marvel já deu um passo atrás nessa direção... O Incrível Hulk (ou Hulk 2), dirigido por Louis Leterrier era um filme importantíssimo para todo este projeto. O Gigante Esmeralda em O Incrível Hulk, de Louis Leterrier
Seu desempenho nas bilheterias não foi tão bom quanto o de Homem-de-Ferro.

Basta olhar os números: Homem-de-Ferro custou $140 milhões. Arrecadou nos EUA $318,412,101, e fora fez $263,618,427. No total, o filme contabilizou $582,030,528 apenas de bilheteria.
O Incrível Hulk custou $150 milhões, nos EUA, só de bilheteria, rendeu $134,806,913. E fora rendeu $128,620,638. Somando $263, 427,551. O filme se pagou e deu um lucrinho... não é? O problema é que os produtores esperam o dobro disso.

Entre as paredes da Marvel, O Incrível Hulk foi considerado um fracasso, isso porque a expectativa de lucro para seus filmes parece ter inflado, graças à febre que as adaptações de quadrinho têm provocado e à popularidade de seus personagens principais. Filmes assim, se não chegam aos $400 milhões são considerados fracassos. Assim, um novo filme do Hulk, antes da estréia de Os Vingadores, foi descartada...


Tim Blake Nelson como o Líder em O Icrível Hulk, de Louis LeterrierUm novo filme do Hulk seria importante para a Marvel. Assim como estão produzindo o novo Homem-de-Ferro, eles já deveriam estar tocando a produção de um Incrível Hulk 2 (ou 3 se contarmos com o filme de Ang Lee). Seria importante dar seguimento à construção deste personagem e seu universo. Esta claro que este era o plano da produtora, já que trabalharam conceitos como a origem de um novo vilão (O Lìder, apresentado no filme) e também uma nova postura de Bruce Banner em relação ao monstro. É só ver o sorriso que ele esboça quando começa a se transformar voluntariamente em sua última cena no filme.

Edward Norton como Bruce Banner em O Incrível HulkUm dado interessante, é que no DVD do filme, você pode assisti-lo ouvindo os comentários do diretor Louis Leterrier e do ator Tim Roth. E nesta cena, o diretor diz que haviam dois caminhos a serem seguidos pela Marvel: O primeiro seria que Banner/Hulk seria o mocinho. O segundo que Banner/Hulk seria o vilão. Se a Marvel optasse pelo caminho do “Hulk camarada” haveria um outro filme do Hulk, se eles optassem pelo caminho do “Hulk malvado” não haveria um segundo filme... na verdade, o segundo filme do Incrível Hulk seria Vingadores. Louis Leterrier termina seu comentário ironizando: “Advinha qual o caminho que a Marvel optou?”.


Pelo que parece, eles juntaram o fato de a bilheteria de O Incrível Hulk não ter sido o que os produtores desejavam a um direcionamento na construção deste universo Marvel nas telonas: Hulk poderá mesmo ser o vilão de Os Vingadores.


Talvez a esperança da Marvel seja que o filme dos Vingadores possibilite outro filme do Hulk na sequência, para que assim eles possam voltar a explorar o personagem e suas possibilidades.


A Marvel não pode errar nessa. Imagine o montante absurdo de grana que estes caras movimentam em uma produção dessas? O nível de planejamento, não só de cada uma dessas produções, mas de mídia em termos de lançamento e trabalho da marca. E isso não envolve apenas um filme, mas vários, porque são cross-overs. Todos com diretores diferentes. A visão geral de um projeto como esse, é claro, deve estar sob o controle de umas três ou quatro cabeças e tecnicamente de todos os outros diretores de cada um destes filmes. Mas acho interessante observar o desenrolar de todo este projeto. Começa agora o planejamento e a expectativa de sucesso de cada um destes filmes. Cada filme tem que fazer sucesso para possibilitar os próximos. Tem projeto para pelo menos nove filmes, isso são anos de trabalho já colocados no papel e investimento, uma decisão errada agora complica tudo.


Mais viagens nérdicas no próximo texto...

MARCELO CAMPOS

2 comentários:

  1. Não é possivel que ninguem tenha visto o filme "Lendas da Paixão" Brad Pitt Cabeludo e barbudo é Thor cuspido e escarrado.
    Fora que Pitt é um ator incrivel. enternizaria o filme...

    ResponderExcluir
  2. Anônimo12:13 AM

    3 anos depois... fico feliz q sua visão estava completamente errada.

    ResponderExcluir